quinta-feira, 28 de setembro de 2017

Velocidade - primeira parte



The Tetrarch.


Após postagem sobre Wenzel Blade a minha vontade foi de continuar escrevendo sobre cavalos como Desejado Thunder, Mensageiro Alado... enfim, velocidade, tema que se apresenta como uma inesgotável fonte de paixão na criação do PSI, mas sem esquecer de comentar en passant esses expoentes de outro tipo de velocidade que são os milheiros extra-classe que constantemente o turfe brasileiro nos brinda e no universo do segundo plano ao qual o criador brasileiro relega os garanhões nacionais eles ocupam um limbo entre os ditos “clássicos” e os sprinters, ou seja, se nossos clássicos e sprinters são pouco prestigiados o que falar então de nossos milheiros. Mas recebi diversos e-mails com dúvidas quanto ao real valor do papel da velocidade num cruzamento com a expectativa de se chegar ao animal "clássico", como o criador brasileiro no passado só tinha capacidade financeira para adquirir animais de primeiro time para reprodução dentro do perfil Stout ou Profissional, salvo raríssimas exceções como King Salmon, Swallow Tail, Sayani, Coaraze, Sandjar e mais um ou outro, foi criada essa memória de que o melhor para se atingir os clássicos 2400 metros é a utilização do que se encontra a direita em dosagem, o que não é errado pois esse era o pensamento de Tésio e com o qual obteve seu estrondoso sucesso, porém ele nunca esqueceu de pincelar seus pedigrees com doses de velocidade; mas os tempos são outros e as exigências também, apesar das dúvidas sobre velocidade que me foram enviadas existe hoje uma tendência quase que dogmática de se trabalhar essencialmente com linhagens à esquerda, o que fatalmente irá cobrar seu preço adiante, devemos lembrar um aspecto de vida fundamental para se conseguir a excelência e essa palavra mágica chama-se "EQUILÍBRIO", vai chegar o dia no qual os raros Sólidos e Profissionais se converterão em moeda de luxo; honras ao turfe alemão que com seu pragmatismo é o atual grande mantenedor de PSI com 100% saúde livre de medicação e linhagens consistentes. Voltando ao nosso tema, os milheiros e sua velocidade são peças fundamentais para se chegar a primeira linha da raça, trataremos deles nessa nossa conversa sobre brilhantismo e suas formas, já que sprinters e milers são oriundos da mesma nascente; sem maiores pretensões pretendo expor algumas idéias, que não são minhas mas com as quais compactuo, elas representam o fruto do somatório de conhecimentos dos grandes mestres do passado que tanto influenciaram no aprimoramento e entendimento da raça PSI.

Resumindo, a busca é a obtenção do "creme de la creme" da raça, os chamados TRANS-BRILLIANT ou INTERMEDIATE, aqueles excepcionais cavalos que servem de "liga" entre as características pure brilliant e classic que possuem em THE TETRARCH seu paradigma. 


SE O SEU CAVALO É  MELHOR QUE OS OUTROS, O BOM LUGAR PARA ELE ESTAR É NA FRENTE. “

George Lambton




continua...