segunda-feira, 8 de janeiro de 2018

Timeo



Timeo, Fam. 7-e, castanho, PR, 2006, por First American em In The Sand por Atticus de criação do Haras São José da Serra e propriedade de um condomínio, cavalo de bom tipo físico, foi um muito qualificado e versátil corredor, tendo vencido das mais importantes provas de cada idade do nosso calendário turfístico, aos 2 anos ganhou a seletiva milha da Taça de Prata, aos 3 anos venceu o Grand Criterium sobre 2000 metros, ambas as provas no hipódromo da Gávea e aos 4 anos sagrou-se campeão nos 2400 metros do GP São Paulo, importante comparação do turfe brasileiro.

Timeo no Haras São José da Serra, foto de Luiz Melao.




First American, seu pai, foi um cavalo com campanha digamos, correta, sem maiores destaques, 13-2-1-2, sua principal vitória foi obtida no Flamingo Stakes, 1800 m, D, (G3), uma segunda colocação no Clark Handicap, 1800 m, D, (G2) e um terceiro no Indiana Derby, 1700 m, D, (G3) seus outros melhores resultados.  Como reprodutor foi uma grata surpresa, seus filhos são precoces, saudáveis e longevos, ganharam em toda e qualquer distância, dos 1000 aos 3000 metros, independente do tipo de pista. Produziu até o momento 12 vencedores de grupo, com um expressivo índice de 8,16% Black Type, trata-se de um filho de Quiet American e tem como avô paterno a Fappiano, semental que apresenta muito bom resultado no Brasil como assim o demonstram seus filhos Roy e Signal Tap, que também foram destacados reprodutores entre nós. 

First American, além de Timeo, de longe seu melhor produto, produziu os vencedores de G1, Uncle Tom (GP ABCPCC – Gávea), That Sunday (GP Zélia Gonzaga Peixoto de Castro), Cores do Brasil (GP Margarida Polak Lara – Taça de Prata), Outplay (GP Ipiranga) e Ancona (Polla de Potrancas – Uruguay), mais outros vencedores e colocados em G2 e G3, além de colocados em G1, onde destacam-se American Style, Cônsul Americano, First Amour e Jardim di Napoli. Como avô materno já se destaca através do múltiplo ganhador de G1, Braço Forte (Manduro) e Silence is Gold (GP Margarida Polak Lara – Taça de Prata) por Agnes Gold. 

First American



Sua mãe In The Sand foi ganhadora e está se apresentando como um muito bom ventre, pois além de Timeo já produziu Anakin (GP 16 de Julho, G1) e Bom Gosto (GP Almirante Marquês de Tamandaré, G2), trata-se de uma filha de Sandhill (GP João Adhemar e Nelson de Almeida Prado, G3). Sand Dancer, a quarta mãe de Timeo, fundou um ramo materno vigoroso com frequente produção de elementos clássicos, nos apresentando o craque Sandpit, “Champion 3y-old” na Gávea, tendo vencido o GP Cruzeiro do Sul, GP Linneo de Paula Machado,  GP Francisco E. P. Machado – Taça de Ouro, Copa ANPC, Oak Tree Invitational Stakes, Caesar’s International Handicap (2x), San Luis Rey Stakes, Hollywood Turf Handicap, todas provas de G1 e inúmeras colocações em G1,G2 e G3, somando um total de US$ 3.774,204 em prêmios, Brunnhilde (GP Diana, G1; GP Duque de Caxias, G2 e GP Oswaldo Aranha, G3), Italiana in Algeri (2. GP Henrique de Toledo Lara, G3 e 4. GP João Adhemar e Nelson de Almeida Prado, G3), Tsonga (GP Conde de Herzberg, G2), River Tiete (4. GP João Borges Filho, G2 e 4. GP Antonio Joaquim Peixoto de Castro, G2) mais úteis ganhadores, onde pode-se destacar Tiger Motion, bom vencedor no Japão.

Timeo é neto materno de Atticus, um parelheiro de interessante classe que abordou com sucesso distâncias dos 1300 aos 1800 metros não escolhendo raia, demonstrou precocidade ao se sair vencedor aos dois anos, em 18 partidas obteve 7-3-1, tendo vencido o Oaklawn Handicap, 1800 m, D, G1; Arcadia Handicap, 1600 m, G, G2, nessa prova quebrou o recorde mundial para os 1600 m marcando o tempo de 1.31.89; Kentucky Cup Classic, 1800 m, D, G3; Prix de Fontainebleau, 1600 m, G, G3; 2. Poule d’Essai des Poulains, 1600 m, G, G1 e 3. Shoemaker Breeder’s Cup Mile, G, G3, foram seus principais resultados. Atticus sem maior destaque na reprodução dentro da esfera clássica é pai de ganhadores com mais de US$ 14.000.000,00 em prêmios, seus melhores filhos são High Fly (G1) e os G3 Atticus Kristy e Can’t Beat It, como avô materno Atticus vêm se apresentando melhor que como pai, além de Timeo e Anakin possui mais 3 outros netos vencedores de grupo 1 nos EUA.

Atticus.




Timeo em sua vitória no GP São Paulo.




                                              Campanha 


2 anos

2. Prêmio Schahriar, 1500 m, AB, Gávea,
1. Prêmio Northern Pan, 1600 m, AB, Gávea,
2. Seletiva GP J. Adhemar de Almeida Prado – Taça de Prata, 1600 m, GB, Gávea,
1.Grande Prêmio J. Adhemar de Almeida Prado – Taça de Prata, G1, 1600 m, GP, Gávea,

3 anos

4. Grande Prêmio Ipiranga ***, G1, 1600 m, GP, Cidade Jardim,
1. Grande Prêmio Linneo de Paula Machado – Grand Criterium, G1, 2000 m, GP, Gávea,
2. Grande Prêmio Derby Paulista ***, G1, 2400 m, GF, Cidade Jardim,
4. Grande Prêmio Estado do Rio de Janeiro ***, G1, 1600 m, GM, Gávea,
6. Grande Prêmio Francisco Eduardo de Paula Machado ***, G1, 2000 m, GP, Gávea,
2. Grande Prêmio Cruzeiro do Sul – Derby brasileiro ***, G1, 2400 m, GB, Gávea,
10. Grande Prêmio São Paulo, G1, 2400 metros, GM, Cidade Jardim,

4 anos

5. Grande Prêmio Brasil, G1, 2400 m, GM, Gávea,
2. Prova Especial Falcon Jet, 2000 m, GM, Gávea,
1. Grande Prêmio Presidente Arthur da Costa e Silva, G3, 2000 m, GB, Gávea,
1. Grande Prêmio São Paulo, G1, 2400 m, GF, Cidade Jardim.


Timeo com apenas duas gerações de 17 produtos em idade de corrida apresenta 41,71% de ganhadores, 6 de 10 corridos (60% ganhador sobre animais corridos é um índice altamente expressivo que deve ser levado em consideração) e um elemento já vencedor de grupo, a destacada iniciante Tantiny, 1. GP Luiz Fernando Cirne Lima, G3, 1400 m; 4. GP Carlos Gilberto e Carlos Telles da Rocha Faria, G2, 2000 m; 5. GP Francisco Villela de Paula Machado, G2, 1600 m e 5. GP Adayr Eyras de Araújo, G3, 1500 m.

Tantiny sinaliza que muito possivelmente Timeo repetirá seu pai First American e tal como ele necessitará trabalhar sobre éguas de linhagens que transmitam velocidade, Mr Prospector, Bold Ruler, Lyphard e Icecapade são cruzamentos a se considerar entre outras possibilidades que possuam brilhantismo, podemos pensar em filhas de Que Fenômeno, Blade Prospector, É do Sul, Mensageiro Alado, Desejado Thunder, Tônemaí, mais na frente High Chris... acreditamos que caso Timeo receba as devidas oportunidades que sua excepcional campanha e interessante pedigree merecem ele responderá com destaque na criação brasileira e se transformará num digno continuador de seu pai First American, Timeo é uma bela oportunidade para se tentar com plena possibilidade iniciar uma linha nacional de Fappiano.


Somente num cenário turfístico caótico e sem qualquer paradigma técnico como o brasileiro um animal com a qualidade de Timeo fica sem servir NENHUMA égua nas temporadas de 2014, 2015 e 2016, e DUAS em 2017. Esperamos que com o surgimento de Tantiny e o lamentável falecimento de First American a criação nacional passe a o olhar com justos olhos. 


TIMEO, "VISÍVEL APENAS PARA AQUELES QUE SABEM ONDE OLHAR."