quinta-feira, 5 de abril de 2018

Locomotion

 


Locomotion, Fam. 4, castanho, SP, 2005, por Redattore em Elle McPherson por Choctaw Ridge, nascido no Haras Mabruk, foi reservado por seu criador e correu defendendo suas cores. Belíssimo cavalo, pesando em corrida a média de 506 quilos, foi um parelheiro precoce, duro, extremamente veloz e voluntarioso, manteve-se invicto em sua campanha nas pistas, sempre vencendo de bandeira a bandeira. Venceu dos 1300 aos 1600 metros tanto na grama como na areia. Locomotion possui régio pedigree, que aliado a seu tipo físico irrepreensível e comportamento apresentado em pistas mais do que o credenciam para ser um reprodutor com plena possibilidade de imenso sucesso.



Redattore.


Seu pai Redattore em 10 apresentações, sempre no hipódromo da Gávea, obteve 6 vitórias e 3 colocações, sua principal vitória no Brasil foi o 1º GP Pres.da República, G1, 1600 metros. Levado aos EUA levantou um total de U$1.799.883 em prêmios, vencendo o Eddie Read Hcp., G1, 1800m, Shoemaker Breeders’ Cup Mile S., G1, 1600m, Citation Hcp., G2, 1700m, Frank E. Kilroe Hcp., G2, 1600m, San Antonio Hcp., G2, 1800m, San Francisco Breeders’ Cup Mile, G2, 1600m, San Gabriel Hcp., G2, 1800m, sendo segundo colocado no Shoemaker Breeders’ Cup Mile S. G1, 1600m, Inglewood Hcp., G3, 1700m, e terceiro no Eddie Read Hcp., G1, 1800m, Arlington Million, G1, 2000m, Seabiscuit Hcp. e Live the Dream Handicap. Campanha infinitamente superior a imensa maioria dos garanhões estrangeiros importados para servirem de forma definitiva na criação brasileira.

Redattore, 5,44% vencedores Black Type no Brasil, tem produzido elementos de grande capacidade locomotora e com físicos exemplares, capazes de provar sua qualidade em pistas norte-americanas, brasileiras e Dubai, mas como é o hábito cultural do criador brasileiro sem receber o devido prestígio em nosso élevage. Animal de impressionante tipo físico e bela filiação, trata-se de um Roi Normand, do qual, falar sobre a sua importância na gravitação do élevage nacional seria redundância, em Political Intrigue, égua pertencente ao ramo de Glamour, um dos principais veios de La Troienne. Acreditamos que o exposto acima seja suficiente para se concluir qualquer juízo de valor para com Redattore.



Choctaw Ridge.


Locomotion é neto materno de Choctaw Ridge, corredor com campanha apenas razoável em seu país de origem, tendo demonstrado boa precocidade, suas duas vitórias foram obtidas aos 2 anos, sendo com mais idade, um terceiro no Flamingo Stakes, G2, 1800m e outro no Kentucky Jockey Club Stakes, G3, 1700m, os seus outros melhores resultados. Muito destacado reprodutor entre nós, tem o expressivo índice de 7,26% em vencedores Black Type, foi o garanhão líder das estatísticas nacionais em 2003/2004, 2 - 2004/2005, 5 - 2005/2006 e 2006/2007,  6 – 2008/2009 e 8 - 2007/2008, como avô materno quarto em 2010/2011 e 2011/2012, 5 – 2007/2008, 2008/2009 e 2009/2010. Choctaw Ridge possui um raro pedigree, onde se observa a presença de 11 chefs-de-race,  a principal critica a ele dirigida foi a de não ter produzido filhos mais staminados em alto padrão de classicismo, como se ele não fosse um Mr Prospector... Choctaw Ridge é um típico indivíduo para se construir pedigrees com capacidade de gerar notáveis sprinters na pura acepção da palavra.


Sua mãe Elle McPherson obteve 6 vitórias, dos 1200 aos 1400 metros, tanto na raia de grama como na areia, produziu 5 elementos, todos correram e 4 venceram.

-        Eldeyar, segunda mãe, através de seu ramo materno deu origem a Elis Elis (2. GP Diana (GV), G1, 4. Henrique de Toledo Lara, G3 e 4. GP Paulo José da Costa, G3), Vupt Vapt (1. GP Jockey Club de São Paulo, G1, 2.GP Natal, G3, 3. GP Estado do Rio de Janeiro, G1, 3. GP Gov. do Estado, G2, 4. GP Pres. Augusto de Souza Queiroz, G3, 4. GP Pres. Antonio T. De Assumpção, G3, 4. GP Natal, G3 e 5. GP Pres. do Jockey Club, G3), Rei Manda (1. Gran Premio Pedro Piñeyrua, G1 – URU), El Alamein (4. GP Ministro da Agricultura, G3 e 5. GP CPCCSP, G3), etc.

-        Urjwan, sua terceira mãe, é avó materna de Dai Jin, champion 3yo na Alemanha, vencedor do Deutsches Derby, G1, Credite Suisse Private Banking - Pokal, G1, Oppenheim – Union – Rennen, G2, etc.

-        White Star Line, a quarta mãe de Locomotion, foi a melhor fêmea de sua época nos EUA, tendo vencido o Kentucky Oaks, G1, Alabama Stakes, G1, Delaware Oaks, G1 e Test Stakes, G3, 2. Busher Handicap, 3. Acorn Stakes, G1 e Boiling Sprigs H, etc. Reprodutora fundadora de fértil ramo em classicismo da família 4-m.


                                                    Campanha 


2 anos

24/05 - 1. Prova Especial Jayme Torres – A, 1400 m, GF, Cidade Jardim,




  
3 anos

11/07 - 1. Premio Light Green, 1300 m, AE, São Paulo,

Sem vídeo disponível pelo JCSP.


4 anos


12/07 - 1. Premio Páreo da Sorte, 1400 m, GF, Cidade Jardim, Obs: Prova em que reapareceu após 1 ano de parado contra 12 competidores.





07/08 - 1. Pesos Especiais X-9 Paulistana/Pérola Negra, 1600 m, GF, Cidade Jardim,





25/09 - 1. Clássico Alberto Santos Dumont, L, 1600 m, GP, Cidade Jardim,





Locomotion demonstrou nas suas duas primeiras apresentações impressionante poderio locomotor, impondo total e absoluta superioridade aos de sua geração; aos 2 anos em sua estréia cravou o melhor tempo - 1:23.255 - entre as 3 versões da prova especial para inéditos Premio Especial Jayme Torres, 1400m, grama e colocou 5 ¾ sobre o segundo colocado.

Em sua segunda apresentação, aos 3 anos, dividiu a raia por mais de 7 corpos, marcando o muito bom tempo de  01’17”063 com finais de 24:921 para 400m e 12:919 para 200m em 1300 metros na areia encharcada.

Apresentou importante problema nos locomotores e foi afastado para recuperação no haras, após ausência de mais de um ano, retornou em julho de 2010, aos 4 anos, em páreo nos 1400m, grama, para animais de 4 e 5 anos até duas vitórias, 6 anos até 4 vitórias, e de 7 e mais anos até 6 vitórias, não tomou conhecimento dos adversários e cravou 1:21.890 para os 1400m na grama.

Um mês após a sua última apresentação, retornou as pistas em páreo de pesos especiais nos 1600 metros na grama, e novamente não tomou conhecimento de seus adversários.

Retornando a chamada nobre se apresentou no Clássico Alberto Santos Dumont, L, em 1600 metros, na grama, nessa prova Locomotion demonstrou toda a sua qualidade e extrema vontade de vencer. Única carreira que disputou com ferrageamento, perdeu e teve ferraduras abertas durante o percurso, sentiu ao entrar na reta. A filmagem frontal da reta de chegada mostra um cavalo em luta intensa por sua posição de líder, claudicando e lutando, não só contra os adversários, mas, principalmente contra a dor e as limitações que a mesma impõe... E VENCEU !

Após o Alberto Santos Dumont, Locomotion foi retirado para servir como reprodutor no haras de seu criador e proprietário. Onde, lamentavelmente por questões de tamanho de plantel, está tendo reduzidas oportunidades, mas, mesmo assim, com apenas 13 produtos em idade de corrida já apresentou as pistas Sandpiper, animal vencedor e com diversas colocações em provas de grupo.

Onde Locomotion poderia chegar na esfera clássica se não tivesse em seus inícios sido acometido por severos problemas de locomotores? Infelizmente esse é um duro preço que alguns típicos Mr Prospector são obrigados a pagar.

Como comentei quando da publicação sobre Que Fenômeno, o mesmo pensamento vale para Locomotion: "É esse tipo de cavalo que simboliza a essência da raça, a partir deles, é que tem sido possível construir o competidor clássico de nossos dias."




Danzig e suas corridas.


Velocidade, velocidade e mais velocidade!

Estarei levando nessa temporada de monta uma égua para ser servida por Locomotion.