terça-feira, 15 de agosto de 2017

Gaudeamus

Nossa primeira publicação representa a essência desse blog e é um tributo a esse notável cavalo de corrida brasileiro, quase que desconhecido da memória turfística nacional e totalmente desprezado na reprodução.

Gaudeamus, castanho, por Violoncelle em Gambia por Maranta, nascido e criado em 1955 no Haras São Bernardo de propriedade do Barão Otto von Leithner e Baronesa Marie Blanche Rothschild von Leithner, pertenceu a mais expressiva geração de cavalos puro-sangue de corrida já produzida no Brasil, dela faziam parte Escorial, Emócion, Lohengrin, Endymion, Xaveco, Xadrez, Ogan, Ribol, Derah, De Tróia, Clareira e Jocelyn entre outros. Considerado em seu tempo como o exemplar mais belo que já havia pisado em um hipódromo brasileiro era admirado por seu porte harmonioso e imponente, como corredor foi esplêndido, vencendo dos 1300 aos 2400 metros, animal extremamente voluntarioso sempre corria na frente ditando o ritmo da carreira.



Campanha:

 1958

1. Prêmio Raphael de Barros Filho A, 1000 metros, São Paulo,
1. Clássico Outono, 1300 metros, São Paulo, 
1. Grande Prêmio Antenor de Lara Campos, 1500 metros, São Paulo,
1. Grande Prêmio Juliano Martins, 1500 metros, São Paulo,
1. Grande Prêmio Manfredo Costa Junior, 2000 metros, São Paulo,
1. Grande Prêmio Derby Paulista, 2400 metros, São Paulo,
3. Classico Tiradentes, 1200 metros, São Paulo.

1959

1. Grande Prêmio Presidente do Jockey Club, 1609 metros, São Paulo,
1. Grande Prêmio Governador do Estado, 2000 metros, São Paulo,
1. Grande Prêmio Antonio Prado, 1609 metros, São Paulo,
2. Grande Prêmio São Paulo-Derby Sul-Americano, 2400 metros, São Paulo,
3. Grande Prêmio Cruzeiro do Sul, 2400 metros, Rio de Janeiro,
3. Grande Prêmio Dezesseis de Julho, 2400 metros, Rio de Janeiro,
4. Grande Prêmio Distrito Federal, 3000 metros, Rio de Janeiro.

1960

4. Grande Prêmio Governador do Estado, 2000 metros, São Paulo,
5. Grande Prêmio Almirante Barroso, 1200 metros, São Paulo.

Medidas de Gaudeamus     Height 162,5 cm    Girth 191 cm    Bone 21 cm.

Curiosidade:

No Grande Prêmio São Paulo-Derby Sul-Americano a contraprova do vencedor o argentino Atlas deu positivo para doping mas por questões de prêmio já pago para o Sweepstake o resultado foi confirmado.