quarta-feira, 25 de outubro de 2017

Universal Law





Universal Law, Fam. 4-b, é um castanho nascido em 2011 no Haras Cruz de Pedra no Rio Grande do Sul e propriedade de Sergio Coutinho Nogueira, filho de Christine’s Outlaw, link abaixo, em Universal Rara por Ramirito. Christine's Outlaw merece admiração e respeito , é um distribuidor de velocidade em todas as suas formas que deve ser considerado um reprodutor “Intermediate ou Trans-Brilliant”,

http://purosanguedecorrida.blogspot.com.br/2017/08/christines-outlaw_28.html


Cabe destacar seus números na reprodução, com 9 gerações em corrida possui 12,59% de ganhadores e colocados em provas Black Type e 8,88% de vencedores nessas provas (números Stud Book), considerando que uma muito grande parte de sua produção é dirigida diretamente para as pencas onde apresenta qualificado rendimento e conseqüentemente ela não aparece nos números oficiais do Stud Book à de se considerar a relevância dos dados conhecidos.

Universal Rara possui 37,50% em ganhadores e colocados Black Type com 25% de vencedores nessas provas (números Stud Book), pertencendo a uma linha materna brasileira fundada por Urisca (élevage Paula Machado) que vêm se destacando de forma consistente em nossa criação principalmente através do ramo de Ola I Ask, abaixo comentada:


Ola I Ask, 40% em ganhadores e colocados Black Type com 13,33% de vencedores nessas provas (números Stud Book) é mãe de:


a - Grand I Ask

1. GP OSAF, G1, 2000 m,
1. GP Luiz Fernando Cirne Lima, G3, 1800 m,
2. GP Presidente Sylvio Álvares Pentado, G3, 2000 m,
3. GP Roberto e Nelson Grimaldi Seabra, G1, 2000 m.

b - Temmais Style

3. GP Presidente Luiz Oliveira de Barros, G2, 1800 metros.
mãe de:
     - Quartel General, 2. GP CPCCSP, G3, 2400 m.

c - Universal Rara, mãe de:

-         Universal Law, aqui descrito,
-         Uareoutlaw, 6 apresentações com 3 vitórias, 2 segundos e 1 terceiro, 1. GP J Adhemar de Almeida Prado – Taça de Prata, G1, 1600 m, 1. GP Presidente José de Souza Queiroz, G2, 1400 m e 2. GP Juliano Martins, G1, 1600 m,
-         Uareademon, 7 apresentações com 5 vitórias, 1 segundo e 1 quarto, 1. GP Polla de Potrillos, G1, 1600 m – Uruguai, 1. Clássico Carlos Reyles, L, 2300 m – Uruguai, 1. Copa ABCPCC Regional, G3, 1600 m, 2. GP Presidente Antonio Correa Barbosa, G3, 2200 m e 4. GP Bento Gonçalves, G2, 2400 m.

d - Uai I Ask, 3. GP Copa dos Campeões, G2, 2200 m.

e - Xiririca da Serra, 33,33% em ganhadores e colocados Black Type com 22,22% de vencedores nessas provas (números Stud Book),

1. GP José Guathemozin Nogueira, G1, 2400 m,
3. GP Marciano de Aguiar Moreira, G1, 2400 m.
mãe de:

-         Jaspion Silent, 1. GP São Paulo, G1, 2400 m, 1. GP 14 de Março, G3, 2400 m, 2. GP Farwell, G1, 1600 m, 2. GP Derby paulista, G1, 2400 m, 4. GP Jockey Club de São Paulo, G1, 2000 m,
-         Kandido Hat, 2. GP FINAH, G3, 2000 m, 2. GP João Borges Filho, G2, 2400 m, 4. GP 14 de Março, G3, 2400 m, 4. GP Antonio Joaquim Peixoto de Castro JR, G2, 2400 m, 4. GP Almirante Marquês de Tamandaré, G2, 2400 m.

Obs: Não é objetivo desse blog apresentar estudos sobre linhas maternas, mas nesse caso cumpre destacar rapidamente ganhadores de provas de grupo a partir da fundadora Urisca, fora o ramo de Ola I Ask já tratado acima, são eles: Siphon – G1, Verinha – G1, Chang Tong – G1, Ivoire – G1, Poutioner – G1, Reselá – G2, Spring Star – G2,  Foix –G3, Alcazar – G3, Senateur – G3 e Color Prospector – G3.  


Christine’s Outlaw.





Universal Law no GP São Paulo.





                                                Campanha


2 anos

1. Prêmio João Luiz Maciel, 1000 metros, GM, Rio de Janeiro,

3 anos

1. Prêmio Coray, 1300 metros, AM, Gávea,
1. Prova Especial Daião, 1400 metros, AM, Gávea,
4. Grande Prêmio Estado do Rio de Janeiro ***, G1, 1600 metros, GL, Gávea,
1. Grande Prêmio Francisco Eduardo de Paula Machado ***, G1, 2000 metros, GL, Gávea,
8. Grande Prêmio Cruzeiro do Sul ***, G1, 2400 metros, GM, Gávea,
2. Grande Prêmio Presidente da República, G1, 1600 metros, GP, Gávea,

4 anos
1. Grande Prêmio Copa ABCPCC Clássica Mathias Machline, G1, 2000 metros, GM, Cidade Jardim,
1. Prêmio Copa dos Campeões, G2, 2000 metros, GP, Cidade Jardim,
3. Gran Premio Latinoamericano, G1, 2000 metros, GL, Gávea,
1. Grande Prêmio São Paulo, G1, 2400 metros, GB, Cidade Jardim.


Universal Law além de seu excepcional mérito genético claramente demonstrado pelos índices parentais acima citados, foi um muito bom corredor que apresentou extrema versatilidade, venceu dos 2 aos 4 anos dos 1000 aos 2400 metros tanto na areia como na grama e apresenta características que o credenciam plenamente para reprodução, condições essas que estão presentes em praticamente todos os garanhões que atingem sucesso na criação mundial e que são muito boa campanha, animal de meio fundo, precoce, veloz, sempre participar ativamente das corridas e o mais importante possuir vontade de vencer, a “will to win” que o fez mesmo sendo um típico meio fundo atingir a vitória nos 2400 metros do GP São Paulo, que juntamente com o GP Brasil são as mais seletivas provas de comparação do turfe brasileiro. A ressalva que alguns poderiam fazer seria a de que o pedigree de Universal Law não é moderno, provavelmente se o seu avô materno Ramirito fosse nascido nos EUA com campanha lá similar e se chamasse “Little Rami” seria considerado “FASHION” e um "MUST" para  a criação nacional, o mesmo raciocínio é válido para Clackson, Helíaco e Grimaldi... 

Icecapade.



Outro aspecto importante a se ressaltar na genética de Universal Law é de que ele é totalmente "OUTBRED" até a sua quinta geração e ausente de sangue Northern Dancer e Mr Prospector, o que certamente é uma vantagem para novas combinações genéticas na busca de se recuperar mais vigor híbrido sem perda de qualidade corredora, estamos tratando de Icecapade, um segundo ramo de Nearctic que sempre se apresentou de muito sucesso entre nós através de seu pai Christine's Outlaw, Wild Event, Ski Champ e Bright Again, o infelizmente recém desaparecido Fluke demonstrou em sua primeira geração o vigor de Icecapade no Brasil. O outcross era a filosofia de cria do notável selecionador Roberto Seabra em seu Haras Guanabara, todos os produtos do Guanabara atendiam ao outcross ou no máximo vinham com 4 x 4 sobre 1 exemplar ou 4 x 5 e/ou 5 x 5 sobre 1 ou 2 exemplares diferentes, Emerson, Escorial, Dulce, Lohengrin, Empyreu, Emocion, Duplex, Bucarest, Radar, Sing Sing, Endymion, Honolulu, Fairplay, Canaletto, Canavial, Emerald Hill são alguns exemplos do sucesso da criação Seabra.

O blog parabeniza a Sergio Coutinho Nogueira por prestigiar a seu Universal Law, fica a nossa torcida e plena confiança de que ele será um sucesso na reprodução.

Universal Law aos dois anos.